---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Coronavírus
Mais de cinco mil alunos da rede municipal receberão os kits de alimentação escolar

Publicado em 04/05/2020 às 16:55 - Atualizado em 05/05/2020 às 08:32

Organização do estoque de Alimentação Escolar para distribuição
Créditos: Cinara Muller / PMG Baixar Imagem

 

   Para garantir a alimentação aos estudantes da rede municipal de ensino, que estão com as aulas suspensas devido à pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Gaspar, por meio da Secretaria de Educação já entregou 444 kits de alimentação escolar aos alunos cadastrados no Bolsa Família e com vulnerabilidade social. Serão atendidos mais cinco mil alunos da rede pública municipal, e as entregas iniciam nesta semana.

   Entre os dias 22 e 30 de abril, foram realizados 6.326 cadastros, desses, 1.153 famílias optaram por não receber o kit para que os alimentos pudessem ser redistribuídos para outras crianças. Nesta primeira semana, a equipe técnica da Secretaria da Educação montará os kits com os produtos que detém no estoque para distribuir entre as escolas e Centros de Desenvolvimento Infantil (CDI).

   De acordo com o Prefeito Kleber Wan-Dall, a iniciativa tem como objetivo manter a segurança alimentar dos estudantes enquanto as escolas permanecem fechadas. “Queremos manter nossos alunos em casa e bem alimentados, entendemos ser uma medida justa, uma vez que busca atingir a totalidade das famílias dos nossos alunos”, destaca, Wan-Dall.

   Os kits são montados de acordo com a necessidade nutricional de cada etapa. A medida visa completar a alimentação do aluno da rede municipal de ensino, buscando produtos saudáveis e balanceados. Cada kit contém alimentos de acordo com os recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), com itens como leite, arroz, feijão, biscoito, macarrão, entre outros. "É importante reforçar que não é uma cesta básica. Estamos dividindo os alimentos que temos em estoque e que compramos, entre os alunos. Como estamos montando os kits com os produtos na forma como adquirimos, nem todos são iguais, mas tentamos fazer a divisão da forma mais justa, garantindo a nutrição das crianças", explica o secretário interino de Educação, Jorge Pereira.

   No dia 7 de abril, o Governo Federal sancionou a Lei n° 13.987 para autorizar, em caráter excepcional, a distribuição de alimentos adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos pais ou responsáveis dos estudantes das escolas públicas de educação básica. A medida ficará vigente enquanto durar o período de suspensão das aulas em razão de situação de emergência ou calamidade pública, resultante da pandemia do coronavírus.