---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Saúde
Gaspar mantém média de vacinação no primeiro Dia D de 2020 da Campanha Contra o Sarampo

Publicado em 17/02/2020 às 16:37 - Atualizado em 18/02/2020 às 10:41


Créditos: Marcelo Camargo/Agência Brasil Baixar Imagem

    Ao todo 1.772 gasparenses usaram o Dia D da Campanha de Vacinação Contra o Sarampo para atualizar sua caderneta de vacinação neste sábado, dia 15. Foram 630 vacinas contra a Febre Amarela, 534 contra a Tríplice Viral, que inclui o vírus do Sarampo. 271 vacinas contra a Dupla Viral para adultos. 244 vacinas contra hepatite B e 93 contra outras vacinas foram aplicadas. 

    A recomendação do Ministério da Saúde era de que fossem vacinadas pessoas com idade entre 5 e 19 anos. No entanto, Santa Catarina optou por ampliar a faixa etária e vacinar pessoas com idade entre 6 meses e 49 anos de idade. A decisão se deve ao grande número de casos confirmados registrados no estado.

   Para melhorar o acesso da população à vacina, em Gaspar, os postos de saúde ficaram abertos das 8h às 17h, sem pausa para almoço. Antônia Bárbara Vitória Vieira, moradora do Gasparinho, afirma que essa ação facilita a vida de quem trabalha. “Vim vacinar minha filha de dois anos e facilita muito a campanha ser durante o sábado, principalmente porque a gente trabalha, tem a creche dela e é importante se vacinar”, explica a gasparense.

   A diretora geral de Vigilância em Saúde, Jicéli Petró, explica que a vacinação é muito importante, pois na maioria dos casos, esse é o único meio de prevenção. “O sarampo é causado por um vírus contagioso e a doença pode ser transmitida com facilidade por secreção, como saliva ou catarro da pessoa contaminada”, completa Jicéli que garante que a vacinação salva vidas e é uma prática de prevenção. O número de vacinas aplicadas foi dentro da média, no entanto, a demanda ainda não é a mais adequada. A falta de informação das pessoas dificulta que as metas sejam atingidas por conta de mitos sobre a vacinação e seus benefícios.

 

Sarampo em Santa Catarina

Em Gaspar, nenhum caso foi registrado, no entanto a situação é contrária pelo estado. De acordo com informações da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, entre os anos de 2019 e 2020 (até 25 de janeiro), foram confirmados 319 casos de sarampo em Santa Catarina. A faixa etária mais acometida pela doença é a de pessoas com idade entre 15 e 29 anos, com 73,6% (235) do total de casos. Dos 295 municípios catarinenses, 39 já registraram casos de sarampo. Os municípios com mais casos são: Joinville (138), Florianópolis (46), Concórdia (18), Porto União (15), Jaraguá do Sul (14). Em Gaspar não há casos registrados da doença.

 

Sobre o Sarampo

O que é?
É uma doença viral, infecciosa aguda, potencialmente grave, transmissível e extremamente contagiosa.

Transmissão
É transmitida por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. O período de incubação do vírus pode variar entre sete e 21 dias, desde a data da exposição até o aparecimento de manchas vermelhas ou erupções na pelo. O período de maior transmissibilidade ocorre 2 dias antes e 2 dias após o início das manchas causadas pela doença.

Sintomas
Caracteriza-se por febre alta, acima de 38,5°C, erupções ou manchas vermelhas que surgem da cabeça em direção aos pés (exantema maculopapularcéfalo-caudal), tosse seca (inicialmente), coriza, conjuntivite não purulenta e pequenos pontos brancos amarelados na mucosa bucal - as manchas de Koplik.

Definição de caso suspeito de sarampo
Todo paciente que apresente febre e erupções ou manchas vermelhas que surgem da cabeça em direção aos pés (exantema maculopapularcéfalo-caudal), acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independente da situação vacinal.Todo indivíduo suspeito com história de viagem para locais com circulação do vírus do sarampo, nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período com alguém que viajou para local com circulação viral.É de extrema importância ressaltar que todo caso de suspeita deve ser notificado imediatamente à Vigilância Epidemiológica do município. A notificação deve ser feita por telefone, (47) 3703-3774, e após, por escrito.

Prevenção
A vacinação é a única prevenção contra o sarampo. Proteja-se!

Mais informações: Secretaria de Saúde – 3703.3700